Dons

comportamento, dons, empath, human being, kacosmic, Kaka Padilha, knowledge, life, love, magic, My thoughts, sentimentos, universe

 

Acredito que muitas pessoas possuem dons, muitos dons que estão escondidos dentro delas, mas elas não sabem.

Eu tenho muitos dons que a pouco tempo descobri, eu ja sabia que eu era diferente, mas não sabia o porque. Estou aprendendo a lidar com os dons que Deus e que o universo me deu.

Tenho uma consciência que se desenvolve através de uma busca ativa por um sentido maior para a existência, através de um interesse por filosofia e religião, seja por uma identificação com verdades maiores que me permitam senti  parte de um contexto maior do que a vida simples e ordinária, sou um agente transmissor de certezas, verdades e princípios ético-morais.

Sou uma pessoa que se interessa por si, a ponto de  dedicar muito tempo à autoanálise. Possuo também, na maior parte das vezes, uma boa capacidade de adaptação e consigo ajustar às necessidades que a vida impõe. Sou uma pessoa que busca os pontos em comum entre os seres e ideias, de modo que busca agir de forma mais conciliadora, e até quando está em situação de conflito tenta encontrar uma solução harmônica. Sou movida à realização de desejos e intentos e tenho uma qualidade conquistadora incrível.

Possuo uma função psíquica mais poderosa é a da “sensação”: o mundo é visto de forma objetiva, e a atenção está voltada para elementos tangíveis. Meu objetivo  é justamente a busca pelo mundo das formas, da construção, da elaboração e da realização. Com esta qualidade sou uma pessoa voltada para a realidade do aqui e agora do mundo material, me ocupo com a efetivação de projetos e objetivos definidos.

É claro que tudo tem um lado negativo, o que quero dizer é que ainda não estou totalmente trabalhada, ainda não descobri o que posso ou não fazer com tudo o que o meu caráter possui, o que diz respeito à estreiteza da minha visão. Vejo tudo com limites bem precisos.

Sou aquela que demonstra uma precisa de força e eficiência. Sou uma pessoa confiava e leal, uma pessoa que se pode contar em momentos cruciais.

Possuo também uma função psíquica do “sentimento”. Busco compreender o funcionamento das pessoas.

Sou um ser naturalmente empático, ou seja, reflito o meio ambiente, sinto o que as pessoas estão sentindo sem que elas precisem sequer explicar. A empatia é a capacidade de se colocar no lugar do outro, de sentir o que ele está sentindo, seria algo como uma “transmissão de sentimentos”, de coração para coração, ao invés de “mente para mente”, como ocorre na telepatia. E este é um dom claríssimo que eu possuo , acredito que um dia posso utilizar para ajudar os outros (estou trabalhando isso).

Sou dotada de uma poderosa antena supranormal, que intui, capta, absorve e consegue sentir coisas que outras pessoas geralmente não percebem consigo ler  as correntes invisíveis, com isso tento ajudar o mundo circundante, usando esta minha  intuição superior.

Minha capacidade de percepção é mais do que fora de comum: tenho a aptidão de, conscientemente, utilizar estes dons a serviço dos outros e, com isso, acelerar meu próprio desenvolvimento espiritual. Existe uma “ligação direta” com o mundo espiritual, astral, imaginativo, e eu sou muito competente na arte de captar o invisível que pode mesmo chegar a ter manifestações telepáticas, precognitivas ou outras qualidades mediúnicas que me servirão em momentos de perigo.

Tenho a capacidade de lidar com leituras psíquicas. Sou um  próprio oráculo ambulante, que mal preciso de instrumentos para “perceber” a linguagem do invisível.

Também uma  capacidade do entendimento dos contrários, dos dois lados de uma questão, ou seja, uma inteligência humana, aberta, que, num sentido positivo, busca e cultiva a harmonia, o acordo, o consenso.

Enfim, possuo muitas coisas dentro de mim e acredito que com isso um dia posso ajudar as pessoas a se encontrarem, ou simplesmente ajuda-las. Não estou escrevendo isso so por escrever ou para me mostrar para o mundo, estou escrevendo o que realmente sou e possuo, acredito que futuramente farei muitas coisas boas, pois a minha vontade de ajudar as pessoas, o mundo, é muita, e eu farei isso. Estudando mais, me descobrindo cada dia mais.

Uma ultima coisa: pare um dia para pensar quais são os dons que você possui e trabalhe isso para o seu bem e para os demais.

Kaka Padilha

Leave a Reply

Deixe uma resposta