Tempo, me dê um tempo.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Você, o tempo.

Você que me faz pensar que as vezes não o tenho mais.

Você que me faz parar as vezes e ficar no mesmo lugar por dias.

Mas vou te dizer uma coisa querido tempo, você que me trás alegrias, tristezas, e tudo o que existe na vida.

Você quem comanda tudo, tempo.

Vou te dizer que parei de me preocupar contigo, de pensar em você, cansei de ser submetida a seu domínio, já não quero mais ser controlada por você. Você que me deixa preocupada, as vezes desesperada, as vezes querendo sair correndo porque penso que você senhor tão bonito tempo, me deixa as vezes transtornada.

O tempo dos relógios me cansa. E me faz perder tempo _ o velho paradoxo em que a vida dos ponteiros nos faz perder tempo na vida…

A partir de agora, não pensarei mais em ti, eu quem farei o meu próprio tempo, e eu quem o comandarei.

O pior de tudo é parar e pensar que eu poderia andar mais devagar, se não fosse o senhor me empurrando pra todo canto.

Você esta me esgotando pensando que é o dono da minha vida, dos meus caminhos.

Por isso peço-lhe tempo. Sim, o tempo dos amantes quando se desentendem. Me dê um tempo. Tenho que repensar nossa relação tumultuada, nosso pouco entendimento, meu receio de tornar-me ‘Benjamim Zambraia’.

Pode ser que daqui a algum tempo eu me reconcilie contigo. Mas no momento presente, a pressa me desafia e não desejo afrontá-la.

Quero apenas os momentos que me pertencem _ todos eles _ inteiros, sugados até o fim. Sem pulsações apressadas que me indiquem que é hora de partir.

Quero ser dona de minha hora, senhora de meus minutos, consciente de minhas pausas.

E aí então, pronta para o desfecho final, olhar satisfeita para a existência projetada do começo ao fim e constatar:

Fui, vi e vivi. Realizada e feliz.

Apesar do tempo, nesse tempo:

O tempo é o maior reparador de erros,
cicatrizante de feridas sejam elas novas ou antigas.
O tempo vai levando dores e aliviando o peso das mágoas.
Segue seu curso com a normalidade dos dias,
que para os aflitos parece não ter fim,
e para os apaixonados, ele voa, acaba muito rápido.
Se você está vivendo um momento de dor,
seja pelo luto sofrido, ou pelo romance rompido.
Pelo emprego perdido,
pelo amigo fingido,
seja pelo que for, não tome decisões repentinas.
Nem culpe o tempo pelo seu infortúnio.
Ele apenas segue a sua jornada,
sem escolher em qual morada,
irá se fixar, demorar ou voar…
Antes, deixe os dias passarem.
Espere as lágrimas secarem.
Não diga nunca mais, nem jamais.
Nunca mais é muito tempo,
jamais é fruto do seu ressentimento.
Para tudo, o tempo é sábio conselheiro,
você dorme no mar agitado e acorda sonhando em um veleiro.
O tempo não manda sinais, não faz barulho pela manhã,
e nem se esconde na noite escura.
Simplesmente reveste a vida com fina armadura,
despindo a verdade, que aparece assim,
finalmente, nua e crua.

Fim.

Kaka Padilha

Advertisements
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×
%d bloggers like this: