Pessoas sensitivas, empatas.

Ser uma pessoa sensitiva, empata, como dizem, o que é isso? Na verdade se você for um vai saber do que estou falando.

Empatas são, basicamente, pessoas com uma sensibilidade extrema e que conseguem sentir as energias do ambiente e das pessoas que as cercam. Costumam ter grandes variações de humor, uma vez que a forma como se sentem é influenciada por sons, cheiros, lugares, animais e, inclusive, por aspectos climáticos. Por causa dessa hipersensibilidade, sentem-se sobrecarregadas frequentemente. O que quer dizer o mesmo que sensitivo.

Empatas sentem tudo ao extremo, consegue captar o que esta acontecendo mesmo antes que lhe digam, conseguem captar uma energia de longe, consegue captar se uma pessoa lhe deseja bem ou mal.

Conseguem sentir a energia dentro de casa, simplesmente tudo. E quando falam alguma coisa, dificilmente estão errados, eu sou uma pessoa sensitiva, empata, e eu sinto tudo ao extremo, sempre digo aos meus amigos o que vai acontecer, ou a personalidade de uma pessoa, muitas vezes eles acham que eu estou louca, só que mais pra frente eles vêem que não, que eu estava certa.

Quando um amigo pede minha opinião sobre alguma coisa, e não escuta o que falei, e acontece com ele o que eu disse que ia acontecer eles não acreditam. As vezes nos enganamos sobre algumas pessoas, pois existem esses entre nós que estão ali para nos confundir, esses são as ”almas perdidas”. 

Ser um empata é muito mais do que ser altamente sensitivo, e não é algo limitado somente às emoções. Empatas conseguem perceber sensibilidades físicas e urgências espirituais, assim como apenas sabem quais são as motivações e as intenções das outras pessoas. Ou você é um empata ou não é.

Empatas frequentemente são anti-sociais, não conseguem se relacionar com qualquer pessoa, justamente porque antes de tudo ele sente a energia e as intenções, nós conseguimos absorver a energia seja ela positiva ou negativas e isso não nos faz bem.

Essa questão de absorção emocional, quando estudada dentro da neurociência, avalia as diferenças das atividades cerebrais entre indivíduos empatas e não empatas. Em 2013 foi descoberto que a área cerebral ligada à empatia está localizada no giro supramarginal, que é parte do córtex cerebral e fica localizado perto dos lobos temporal e frontal.

Trata-se, basicamente, de uma região do cérebro cuja função é fazer a distinção entre nossas próprias emoções e as alheias. Quando precisamos tomar uma decisão muito rapidamente, por exemplo, essa região tem sua atividade reduzida.

Quando o que está em questão é o cérebro dos empatas, podemos considerar também as atividades neuronais de espelho, que é o que explica como os empatas conseguem sentir tão rapidamente o que a outra pessoa está sentindo. Um experimento publicado na Scientific American comprovou que os empatas são realmente capazes de sentir o sentimento dos outros.

Para conseguir ter certeza disso, um grupo de voluntários teve suas atividades cerebrais monitoradas por meio de ressonância magnética, de modo que os cientistas conseguiram reconhecer esse comportamento neuronal espelhado. Enquanto eram monitorados, os participantes assistiam a filmes curtinhos que mostravam pessoas sendo tocadas.

“Os escaneamentos cerebrais revelaram que o córtex somatossensorial, que é um complexo de regiões cerebrais que processam a informação do toque, estava altamente mais ativo durante a apresentação dos filmes – ainda que os participantes não estivessem sendo tocados em momento algum”, explicou Jakob Limanowski, doutorando da Berlin School of Mind and Brain.

Aqui estão algumas características de empatas:

  • Eu já fui rotulado como “emocional demais” ou extremamente sensitivo?
  •         Se um amigo está nervoso, fico nervoso também?
  •         É fácil que alguém magoe meus sentimentos?
  •         Fico emocionalmente drenado em meio a multidões e preciso de um tempo sozinho para recarregar as energias?
  •         Sou afetado por barulhos, cheiros e conversas em excesso?
  •         Eu prefiro ir de carro aos lugares, em vez de pegar carona, para que assim tenha a liberdade de ir embora quando quiser?
  •         Eu como em excesso para lidar com o meu estresse emocional?
  •         Tenho medo de ser tragado por relacionamentos íntimos?

Se você respondeu sim a essas questões, provavelmente você seja um.

Empatas precisam respeitar as próprias necessidades, ainda que constantemente sintam vontade de ajudar aos outros. Se vão a uma festa cheia de amigos que adoram e sentem a necessidade de ir embora duas horas depois, é isso o que devem fazer. Não significa que não gostam de seus amigos ou da festa, mas que têm uma forma diferente de conviver socialmente. Independente de qual seja o seu temperamento, respeitar suas próprias necessidades é fundamental.

audela.jpg

Kaka Padilha

Advertisements

Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s