O destino e o Tempo.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Seja qual for o momento em que sua vida se encontre agora, seja ele bom ou ruim, entregue tudo nas mãos do destino e ele irá se cuidar do resto. 

O destino se encarrega de colocar todas as coisas no lugar, segundo o próprio destino nada acontece por acaso, tudo tem uma causa já predestinada, isto é, os acontecimentos não surgem do nada, mas sim desta força desconhecida.

A filosofia defende que todos os pensamentos e todas as acções humanas se encontram casualmente determinados por uma cadeia de causa e consequência, ou seja temos controle do nosso destino através dos nossos atos.

Para algumas religiões, o destino é um plano criado por Deus que não pode ser alterado pelos seres humanos. O cristianismo, não crê que exista uma predestinação absoluta e defende que Deus dotou o homem do livre arbítrio (o poder para tomar as suas próprias decisões).

Noutra acepção diferente, menos filosófica e simbólica, o destino é um ponto de chegada ou uma meta.

São muitas as concepções de destino, mas de uma coisa eu tenho certeza, ele nunca falha, seja qual teoria você acredite, o destino está sempre pronto para nós, para fazer nossa vida melhorar, basta acreditar.

Tempo e destino podem talvez ser a mesma coisa, pois não temos conhecimento de ambos, e ambos são coisas que estão prestes a acontecer, tempo pode ser o tempo que o destino leva para acontecer, se aflorar, ou não, tempo pode ser simplesmente o tempo, presente ,passado e futuro. 

O tempo na filosofia dificilmente aparece como conhecemos,  aquele tempo do relógio, dos segundos após segundos. O tempo na  filosofia aparece para tratar de outras questões, e é disso que estou tentando falar, ele surge para tratar de questões de outra ordem, com outros significados.

Para Kant, o tempo – assim como espaço – é algo anterior a qualquer percepção que temos das outras coisas.

Já para um outro filósofo, Husserl, o tempo diz respeito à percepção que temos das coisas em nossa consciência, não precisando que este tempo corresponda àquele do mundo externo à nossa mente.

Um exemplo: Você já se perguntou porque os momentos passam tão rápido e outros demoram tanto para passar? Mas o que acontece? O tempo não é sempre o mesmo?

Segundo Husserl, o tempo é uma questão de percepção, uma questão de consciência. Ele é definido pela forma como percebemos as coisas, e não pelo relógio. Isso quer dizer que o tempo tem divisões diferentes, e que podemos viver muito tempo em um momento mínimo, ou nada em um momento enorme. O que define o tempo é portanto o que se passa na consciência, e não nos relógios.

Faça agora uma comparação das explicações de destino e tempo que escrevi, não são elas semelhantes? O que você acredita ser tempo ou destino? 

Seja lá qual for : ”Apressa-te a viver bem e pensa que cada dia é, por si só, uma vida.” Sêneca 

Karen Padilha

Advertisements

One Comment on “O destino e o Tempo.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×
%d bloggers like this: