Cocaína . ( Ela sempre vence). ”Morrer: Que me importa? O Diabo é deixar de viver !”

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

A primeira coisa que você precisa saber sobre o vício é que ele nunca realmente deixa você. Não há cura para o vício e não é isso que você procura durante a recuperação. A recuperação é sobre como aprender a viver sua vida constantemente fazendo a escolha de abster-se de drogas, que causaram tanto dano em sua vida e continuará causando caso faça escolhas erradas.

Quando você é viciada precisa ter em mente que sempre será, não importa quantos meses tenha passado em uma clinica de reabilitação tentando entender que isso não é bom para sua vida, ou tentando não ter o desejo de querer consumir a droga mais.

Ser viciada é ser doente, e para essa doença não existe cura, existe apenas força de vontade para lutar contra o desejo e fissura quando batem, e algumas horas a força não é o suficiente.

O desespero bate e você então se entrega, porque não há o que você possa fazer.

E acredite, quando você se entrega, algumas vezes acaba fazendo coisas que fogem ao seu controle. Não é a primeira vez que tento me suicidar , ou me machuco porque a dor que sinto dentro de mim é tão forte que tento anestesiar ela com outras dores, com a dor física quero dizer, e nem isso chega a ser o suficiente porque não importa o quanto se machuque, o quanto grite por socorro em silêncio, o quanto se rasgue por dentro, nada é capaz de amenizar isso a dor interna que se sente. Apenas o desejo de não mais existir para não sentir isso novamente.

A pouco menos de dois dias atrás , eu me entreguei e deixei que o desespero tomasse conta de mim, e mais uma vez me machuquei para tentar anestesiar minhas outras dores, na minha cabeça só existia a vontade de não existir mais, fiz isso e como nunca tinha feito antes, como uma forma de pedir socorro, e de gritar para o mundo ouvir todo o meu desespero publiquei fotos do que tinha feito em meu instagram, não me interessa se pessoas talvez tenham dito que eu tenha feito isso para aparecer, indiretamente era isso mesmo, foi a forma que achei de gritar o mais alto que pude que estava completamente perturbada e sozinha, fazendo o que não se deveria. 

Como disse não foi a primeira vez que tentei o suicídio, mas sempre tento errado e isso é uma merda, porque já que esse é o propósito então porque não fazer certo?.

Eu sangro por fora e por dentro, a dor é inevitável e não tento evitá-la, sinto mais profundamente que posso.

Talvez esse não seja o melhor caminho e por outro lado possa ser, a gente nunca sabe. Não temos controle sobre as situações e o que esta acontecendo, eu nunca tento controlar, deixo que aconteça o que tem de acontecer. O que outros irão dizer sobre o que fiz não interfere em nada porque ninguém pode julgar uma situação em que eles não estejam vivendo, a única coisa que podem fazer é talvez tentar ajudar ou ficar de boca calada.

Sou escritora e como todo escritor sofro muito, e faço desse sofrimento minha ferramenta de trabalho, porque quanto mais sofro melhor meu trabalho fica, tudo o que escrevo é tudo o que sinto, seja textos motivacionais ou algum acontecimento da minha vida como esse, e não me limito a não escrever sobre algum acontecimento por mais pessoal que seja por ter medo do que irão dizer.

Ser viciada e ter outros tipos de doença diagnosticadas por profissionais da área da saúde não é uma opção, é um fato e não dá para fugir.

O vício foi uma escolha que fiz, pois jamais pensei que chegaria aonde estou, com o vício vieram outras doenças psicológicas e tudo isso é o que me levou a tentar suicídio. 

Eu sou uma pessoa totalmente positiva e de coração bom, porém não sou de ferro e me encontro totalmente perturbada capaz de qualquer coisa.

Não adianta procurar ajuda, a única pessoa que pode me ajudar sou eu mesma , eu tento, mas entre tantas tentativas , alguma hora cansa.

Um dia… Pronto! Me acabo.
Pois seja o que tem de ser .
Morrer: Que me importa?
O Diabo é deixar de viver !

Karen Padilha

Advertisements
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×
%d bloggers like this: