Advertisements

Desistir nem sempre é um ato de fraqueza, às vezes pode ser a coisa mais difícil a ser feita.

Desistir não é um ato de fraqueza, às vezes desistir é a coisa mais difícil a se fazer , e precisamos ser fortes para conseguir abrir mão daquilo que nunca nos imaginávamos sem.

Quando as coisas estão muito difíceis e por mais que tentemos achar uma saída, não conseguimos, porque não é assim que a vida é. Tentar segurar ou ter controle sobre outra pessoa só faz com que nos afastemos ainda mais dela.

Tem uma história de uma menina que toda manhã ouvia o canto de um pássaro e isso fazia com que ela se preparasse para o dia que teria pela frente. Um dia ela então pensou em trancar esse pássaro em uma gaiola para que pudesse então ouvir mais o canto que a fazia se sentir bem. 

Feito isso, o pássaro parou de cantar, e ela não entendia o porque. Ela então por ver que ele não estava mais cantando, resolveu o soltar. E então ele voltou a cantar. 

O que podemos aprender com isso é que quando queremos ter o controle sobre alguém ou algo nunca funciona, é preciso que deixemos as coisas e pessoas livres, porque não podemos forçar as coisas para serem nossas. Elas serão se tiverem de ser e no tempo certo.

Por este motivo quando temos de tomar a atitude de desistir e não mais insistir naquilo que queremos que seja nosso para sempre é um ato que só pessoas fortes conseguem. Outras pessoas preferem continuar insistindo , se iludindo, acreditando que estão fazendo a coisa certa. 

Eu sempre digo para nunca desistirmos daquilo que queremos e acreditamos, até que a vida me colocou na posição de ter que fazer isso. Porque não havia mais saída, um caminho que poderia tomar e mudar as coisas, e só desistindo e deixando que o tempo e a vida cuidasse de tudo seria a coisa certa a ser feita. 

Desistir daquilo que eu nunca imaginei que um dia teria de fazer. Daquilo que dava sentido aos meus dias, me deixava sem ar , fazia eu coração bater mais forte, sonhar acordada, fazer planos, me alegrar pelas suas conquistas , daquilo que me fez ser uma pessoa melhor e enxergar a vida de uma forma diferente e mais alegre. 

Não receber mais mensagens de bom dia, ou repentinamente, um eu te amo, não poder sentir um caloroso abraço depois de algum tempo sem se ver. 

Percebi que quando desisti de você foi o momento em que eu mais te amei, pois abrir mão de você e daquilo que eu era quando estava com você parecia impossível para mim, e eu só conseguiria fazê-lo quando o amor fosse tão grande que me desse a coragem que precisava para finalmente dizer adeus.

Naquele momento foi o momento em que mais quis estar com você, dividir minha vida, minha história, ser uma pessoa melhor. Mas sabia que aquele amor não seria o suficiente para caminharmos juntos e abrir as portas do nosso caminho. Então com a coragem que sabia que nunca teria antes e se não fizesse isso agora, nunca mais o faria, eu fiz. 

Abri mão de poder acordar ao seu lado, de ver seu sorriso que enchia minha alma de luz.  Abri mão de te amar de perto para te amar a distância .

Abri mão do que dizia ser minha vida, e por um tempo realmente foi. Foi tudo aquilo que me fazia ter razões para viver e que pouco a pouco foi deixando de ser tudo e passou a ser nada. 

Desistir de você foi a coisa mais difícil que um dia pude pensar em fazer. E agora sei que sou capaz de qualquer coisa.

liberdade

Karen Padilha

Advertisements
%d bloggers like this: