Palavras ao incompreendido.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Dias de tormentas me esperam, tentei fugir, adiar o prazo, mas quando eles têm de vir, simplesmente chegam como um furacão detonando tudo o que vê pela frente, não importa o quanto eu grite por socorro, ninguém pode me ouvir nessa casa, tampouco ao redor, me rasgando a alma chamo  teu nome,  você , quem sempre esteve lá pronto para me abrir os braços , drasticamente , passou a se tornar apenas uma lembrança.

E essa lembrança que me machuca a alma e me faz acreditar que nossos caminhos ainda são os mesmos.

Me fazem ficar acordada, pelo medo de dormir e acordar n’outro dia e ver que realmente tudo se foi. 

Não adianta, em tudo que faço me lembra você, cada canto da casa tem a sua imagem sorridente, suas roupas continuam com seu cheiro, o outro lado da cama, vazio, incompleto, continua sendo o seu lado da cama. E será assim até que eu me dê realmente conta de que você não existe mais. 

Não mais perto de mim. 

Passei a te amar de longe e não mais de perto. 

Me pergunto, olho ao redor e ainda não consigo achar uma razão para tudo isso.

A certeza de que nosso amor é vivo, e é mais forte que tudo isso resplandece em meu coração. 

Mas porque então não esta sendo mais forte agora?

Respostas e mais respostas sem perguntas. 

O que me resta? Se tudo o que pensei que fosse meu mundo, minha vida e seria eternamente partiu? 

Achar um novo sentido? Aprender a não amar com todas as forças que existem dentro de mim, para que no final, não reste nada, apenas a ilusão de que um dia você realmente fora tudo isso?

Ilusões e mais ilusões criadas em minha cabeça.

Cabeça essa que nunca para de pensar, questionar, achar um sentido para tudo. 

Minha mente, corpo, alma e espírito anseiam por uma resposta. 

Respostas e mais respostas que talvez nunca as encontrarei.

Volto então aonde tudo começou, fecho meus olhos e imagino todos os momentos insubstituíveis que vivemos juntos, e avanço um pouco mais, sinto com mais intensidade como se estivesse vivendo novamente. 

Por uma questão de segundos me sinto completamente feliz, e por todas as horas, minutos e segundos adiante sinto como se nada tivesse mais sentido. 

Sentidos e mais sentidos… 

Onde ei- de me encontrar  -me ei?

Uma vez que completamente destruída pela linda e maravilhosa vida fui?

Encontros e mais encontros, ou , seria , reencontro?

Já estou tão perdida que apenas escrevendo encontro um anestésico para minha dor.

Escrever e escrever…

Palavras ao incompreendido… 

Ora, quem poderia compreender o que nem eu posso?

Karen Padilha

 

Advertisements
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×
%d bloggers like this: