Qual é idéia fundamental do Niilismo criada por Nietzsche?

Estive nesses últimos dias lendo muito sobre as obras de Friedrich Nietzsche, sua biografia e tudo o mais. 

Sempre tive esse interesse por entender seus pensamentos, embora seja um tanto quanto difícil, me entristece muito a maneira como ele foi julgado louco, insano, passou um tempo em um sanatório após ter vivido um colapso que acabou com todas as suas habilidades.

Mas uma das coisas que mais me cativou, foi aquilo que ele chama de NIILISMO, que se trata da negação de quaisquer valores, referindo a ele mesmo como uma negação da vida, ele acredita  em valores que não se confirmam na realidade,  deixa de viver o agora em favor de uma suposta vida futura (num paraíso cristão ou numa sociedade ideal anarquista).

Para Nietzsche, a crença nas categorias da razão nos faz acreditar num mundo que precisa ser visto por meio de falsas referências e convenhamos que esse pensamento não tem nada de errado.

Vivemos em um mundo aonde sempre estamos a procura de sentido para alguma coisa quando na verdade esse sentido não existe, somos ensinados a viver na sociedade , a vestirmos máscaras para sermos aceitos, a criarmos falsas vidas, histórias e um falso mundo. Às vezes penso que somos como marionetes .

Para muitas pessoas não será fácil compreender o que estou dizendo, mas me encaixo totalmente nesse pensamento de Nietzsche.

Nós negamos o mundo real por um mundo superior, seguimos regras para ter o privilégio de viver aquilo que seria a realidade verdadeira, o paraíso, o outro mundo. Por outro lado temos uma reação ao mundo imperfeito. Sabemos que não é o mundo ideal como deveria ser, por isso, deve ser outra forma, para ser de outra forma, vivemos  a vida como se outra realidade fosse possível no agora, embora o agora me mostre constantemente que a realidade atual é a única possível e nos acomodamos com isso.

O mundo é visto como sendo somente o presente, a lógica que rege a vida cotidiana é a lógica presente, envolve o indivíduo agindo sobre o mundo, mas este mundo não tem nenhum sentido e isso faz entender a impossibilidade de um futuro ideal.

O Niilismo me deixa muito intrigada embora de identifique muito. É preciso muita leitura, muito estudo para entender Friedrich Nietzsche, pois a forma como ele escreve não é a mais fácil de se compreender. 

”Ninguém pode construir em teu lugar as pontes que precisarás passar, para atravessar o rio da vida – ninguém, exceto tu, só tu.
Existem, por certo, atalhos sem números, e pontes, e semideuses que se oferecerão para levar-te além do rio; mas isso te custaria a tua própria pessoa; tu te hipotecarias e te perderias.
Existe no mundo um único caminho por onde só tu podes passar.
Onde leva? Não perguntes, segue-o!” – Friedrich Nietzsche

Karen Padilha

 

Advertisements