Publicado em 1 comentário

Exercícios para aprender a manusear emoções .

A Psicologia Positiva tenta nos explicar como nossas emoções nos afetam não só mentalmente, psicologicamente, interiormente , mas também na nossa saúde, corpo e disposição.

Pelo que aprendi até agora em um curso que comecei hoje ela nos diz que as emoções negativas consistem em tentar remover do nosso interior aquilo que é ruim de uma vez por todas e as emoções positivas consiste em aprender o que lhe é ensinado e adicionar mais conhecimento ao longo da vida.

Ela nos convida a fazer um exercício de volta no tempo, em algum momento em que você tenha vivenciado alguma emoção negativa. Aonde você estava, com quem estava, o que estava fazendo, o que aconteceu e o mais importante como você se sentiu naquele espaço de tempo, como seu corpo reage relembrando disso e como você reagiria novamente agora, porém de uma forma positiva.

Esse exercício também pode ser feito relembrando momentos e emoções positivas e revivê-los, observar como seu corpo reage, seu rosto, seus sentimentos, quais emoções sente novamente e o que faria se pudesse estar naquele momento agora.

Isso nos possibilita fazer uma mudança positiva naqueles momentos que não nos foram bons e poder sentir novamente os que foram. Maior parte das pessoas optam por não voltar às situações em que vivenciaram experiências negativas por medo de sentir aquilo novamente, porque não querem, mas isso é essencial para que possamos aprender a mudar as situações à nosso favor.

Abaixo citarei 10 emoções positivas que nos ajudam a mudar situações negativas:

1- ALEGRIA 

2- GRATIDÃO (IMPORTANTÍSSIMA)

3- SERENIDADE

4- INTERESSE 

5- ESPERANÇA

6- ORGULHO

7- DIVERSÃO

8- INSPIRAÇÃO

9- MOTIVAÇÃO

10- AMOR

Essas 10 emoções que citei se lembradas todos os dias podem ter uma força de cura para emoções negativas inimaginável .

No exato momento em que lhe vier algum sentimento negativo que você remete a uma emoção também negativa, rapidamente troque por uma positiva, pode ser uma das que citei ou qualquer uma de sua escolha.

Meu conhecimento sobre Psicologia Positiva ainda não é alto, mas ela nos ajuda a entender que podemos substituir nossas emoções, que podemos mudar a forma como sentimos e reagimos, que temos esse poder e que isso é uma qualidade que a vida nos deu.

Todos os dias passamos por provações aonde múltiplas emoções são colocadas em jogo. Ao final de cada dia, tente tirar nem que seja 5 minutos para escrever em um papel quais tipos de emoções você sentiu durante o dia, calcule se foram mais positivas ou negativas, sinais de que se forem mais positivas você esta caminhando em direção ao que quer e esta aprendendo a manusear suas emoções, ao contrário disso , se forem mais negativas, precisa trabalhar mais.

Esse é um trabalho que vale muito a pena e que levaremos eternamente.

Karen Padilha

Publicado em Deixe um comentário

CORAGEM NÃO É DESISTIR. CORAGEM É VIVER E LUTAR.

Em meus textos eu sempre e enfatizo a arte de nunca desistir do que acreditamos, seja lá o que for. Lutar sempre. Mesmo que para isso algumas vezes seja necessário um distanciamento das eventualidades do dia-a-dia e da vida para que possamos tomar a decisão certa e agir de forma correta. 

Não adianta ficar insistindo em algo quando tudo o que fazemos não está funcionando, precisamos de um tempo para colocar as idéias no lugar, desenvolver uma estratégia com novas atitudes e uma nova percepção das coisas. 
Isso é preciso, pois quando estamos muito envolvidos em algo que não esta caminhando esquecemos de tudo e continuamos fazendo tudo errado e isso só vai levar as coisas para o fim, e tenho certeza de que quando acreditamos em algo e queremos com todas nossas forças, quando não queremos e nem vamos desistir não é esse desfecho que queremos. 
Precisamos nos conectar com nós mesmos, com nosso interior, sentimentos ,mágoas. Com os acontecimentos que nos machucaram e nos fizeram cometer atos errôneos e repetidamente para que a lição seja finalmente aprendida, é importante reviver aquilo e agora, neste momento agir da forma correta e começar a endireitar tudo, principalmente você.
Quando somos acometidos em algumas situações de humilhação, traição, infidelidade e muitas outras, perdemos a confiança em nós mesmos, nas pessoas, pensamos que todos estão nos enganando, que todos vão fazer as mesmas coisas ruins que outras pessoas fizeram e então entramos em uma onda negativa e viciosa que acaba nos paralisando.
Uma experiência vivida por mim,  e que me fez fazer uma curva bem inclinada no meu caminho que estava indo em linha reta e cada vez melhorando, foi que fui exposta a uma situação em que me senti humilhada, insuficiente, incapaz e isso tomou conta de mim que hoje me sinto incapaz de fazer qualquer coisa, incapaz de receber amor, acho que ninguém me ama, que todos me enganam, tem horas que acho que eu \mesma estou me enganando, minha cabeça quer mudar, levantar da cama, ir à academia , fazer exercícios, voltar e escrever, fazer cursos, aprender novas línguas, mas meu corpo não responde, meu corpo não tem força para fazer isso porque esses meus pensamentos me paralisaram.
Hoje sai para ir para a academia, não queria, mas fui. Cheguei na catraca para entrar no shopping porque a academia é dentro do shopping, dei meia volta e voltei para casa porque estava com meus pensamentos bagunçados, negativos, pensando quer todos iam ficar me olhando, que meu Personal Trainer não me suporta e que ia ficar paranóica. Esse é um exemplo de como nossos pensamentos podem nos paralisar, e pode paralisar por completo.
A vida precisa ser vivida, ninguém disse que seria fácil, ninguém disse que seria tão complexa e difícil de entender, mas o que dizem é que é preciso de muita luta e coragem .
CORAGEM NÃO É DESISTIR . CORAGEM É VIVER E LUTAR.
Karen Padilha
Publicado em 1 comentário

A depressão é um mecanismo de desespero.

Me sentir estranha o tempo todo como se todos estivessem me observando é um sentimento insuportável, diria que prefiro me abster de poder sentir qualquer tipo de sentimento no mundo se me fosse dada a dádiva de excluir o único que me tira a capacidade de melhorar tudo.

Durante meus 23 anos tive meus bons e maus momentos, digo que os maus eram predominantes e ainda são . Houve uma época em que eu soube controlar minha consciência e esquecer tudo de ruim, mas agora tudo isso voltou, e voltou com força total para me arremessar na mais profunda escuridão que possa existir.

Hà pouco mais de 3 meses estou afundando, não por vontade própria, mas porque isso é mais forte que a minha vontade de não afundar e sim de flutuar quando as eventualidades me levam a afundar. 

Sofro com a depressão e tudo isso que acabei de falar faz parte do que ela é e faz com as pessoas. Logicamente não são todas as pessoas que reagem da mesma forma, umas são mais fortes outras já não conseguem, e não por que elas não querem e sim porque simplesmente não conseguem explicar.

A depressão é divida em menor (leve ou distímica) e maior ( severa). Eu fui diagnosticada com a severa. 

Passei pela leve e cheguei na severa e pela minha vivência posso dizer que a leve não é tão grave, pode ser controlada com um bom tratamento, pois você se sente infeliz gradualmente , algumas vezes. Já a severa você deseja não mais viver para não sentir a dor que isso te causa.

A depressão é um mecanismo de desespero. 

Existem muitos tratamentos, mas apenas 2% da população deprimida recebem tratamentos qualificados e que ajudam a controlar, diz John Greden , Diretor do Instituto de Pesquisa de Saúde mental da Universidade de Michigan .

Não sou expert nesse assunto, apenas tento passar o que entendo, leio, pesquiso e vivencio todos os dias para que as pessoas saibam que não estão sozinhas nessa. Por muitas vezes eu penso que só eu sofro com isso, mas atualmente temos a população mais deprimida na história da humanidade. Pessoas que não tem condições de se tratar ou que recebem tratamentos errados, pessoas que não aceitam que isso é um caso sério e temos também aquelas outras pessoas que não sofrem com isso e acham que isso é frescura, apenas uma tristeza passageira, e posso dizer convivo com pessoas assim o tempo todo e elas estão completamente erradas. 

Não é fácil sentir todos os dias que você não se encaixa em nenhum grupo social, que as pessoas te criticam o tempo todo, que não gostam de você, fazem piadas. Não é nada fácil lutar contra uma coisa quando ela já amorteceu todos seus sentimentos, quando isso te faz sentir sozinho e não passa. 

Não é fácil, mas lembrem-se que todos os depressivos usam a expressão ”à beira do abismo” o tempo todo para definir a passagem da dor para a loucura. Essa expressão inclui cair ” no abismo”, porque a beira é uma metáfora abstrata, não existe. Já passamos / ultrapassamos à beira de alguma coisa e certamente , não caímos num abismo porque na verdade não existe um abismo, e criamos coisas que não existem para tentar expressar nossa dor e se criamos isso podemos também criar coisas que possam expressar nossa dor de forma não abstrata e que possa se tornar uma felicidade.

Lute.

Karen Padilha

 

 

 

Publicado em 1 comentário

A descrença é o maior dos incentivos .

Estou a três meses sem escrever porque tinha perdido meu feeling pela coisa. Durante esse tempo tive meus altos e baixos novamente, mais baixos que alto. Me afundei na depressão, a vida tinha perdido a cor novamente e meu pedido de todos os dias era para que Deus me levasse porque a morte seria melhor do que a dor que sinto.

Por três longos meses sabia que estava viva, mas não tinha vida, estava vegetando e me perguntava porque minha vida não é trocada pela vida de uma outra pessoa que com certeza saberia aproveitar mais que eu ?.

Muitos novos questionamentos me surgiram na cabeça como de preste. 

Descobrimentos pessoais e interferíveis, coisas que somente eu sei e tentarei esboçar nesse texto. Desde já, adianto que são pensamentos meus e ninguém precisa concordar.

Estive observando o comportamento das pessoas, do mundo, da humanidade e me levei a acreditar que não é possível confiar em ninguém a não ser nós mesmos, e na maioria das vezes até nós mesmos nos enganamos. O porque cheguei a essa conclusão é as pessoas sempre irão fazer coisas que irá beneficiar à elas mesmas independente de qualquer coisa ou situação, e se não acontecer de primeiro, vai acontecer em outra oportunidade. 

Pessoas.

Pessoas Boas.

Pessoas más.

Pessoas com boas intenções .

Pessoas com más intenções .

Pessoas que se deixam levar pelas más intenções de terceiros em benefício de si mesmo .

Emoções. 

Como controlar emoções?

Existem seis tipos de pessoas que descrevi ,essas pessoas somos nós mesmos e que vamos  ao decorrer da vida. 

A população mundial chegou à 7,6 Bilhões segundo uma última pesquisa feita em, Outubro, 2017, podendo chegar em 11,2 até o ano 2100. 

Somos muitos e é besteira falar que pensamos iguais, temos vidas iguais, sonhos iguais, temos as mesmas metas, queremos o mesmo estilo de vida e muitas outras coisas, no entanto uma coisa eu posso falar: somos iguais, funcionamos iguais, emoções , somos feitos das mesmas partículas. 

Temos uma parte que é boa, com amor, pureza , gentileza e sentimentos bons , mas também  temos a parte que é mau, ambiciosa , egoísta e outros sentimentos ruins, que se preciso serão usados em nosso benefício.

Eu vejo as pessoas, em particular alguns amigos que dizem: ” eu nunca faria isso com uma amiga”, ou outros que falam: ” eu nunca passaria a perna em alguém que eu gosto”, mas a verdade que ninguém conta é que fariam sim, com toda a certeza do mundo . 

Existem as exceções, mas no meu nível de pensamento e conhecimento são muito poucas, apenas as pessoas que buscam pela paz , que são nomes conhecidos por isso embora eu ache que essas pessoas também fariam algo para se beneficiar em troca de algo que não seja bom.

Esse tempo que passei no fundo do poço da depressão sever novamente me fez abrir os olhos, ou se não isso me fez ficar descrente das pessoas .

Por outro lado ” A  descrença é o maior dos incentivos.”

Karen Padilha

 

 

 

Publicado em Deixe um comentário

Eu temo o dia em que a tecnologia ultrapasse nossa interação humana, e o mundo terá uma geração de idiotas. – Einstein

A cada dia que se passa eu tenho mais medo do que nos tornaremos. 

Essa  sociedade atual por si só já me preocupa. Somos tão ligados nas novas tecnologias que nos tornamos dependentes. Na minha época criança brincava de boneca, menino de carrinho, esconde, esconde entre outras brincadeiras infantis. Hoje essas brincadeiras que realmente são legais foi substituído pelo celular, algumas vezes quando estou em restaurante eu paro um pouco para observar se as pessoas estão no celular ou realmente aproveitando o jantar, e é triste, porém , verdade que mais que a metade das pessoas estão com o celular, e quando tem criança com os pais, a criança também está com seu celular.

Andando pela rua também acontece a mesma coisa, todos de olho no celular, eu particularmente me assustei comigo mesma, porque eu não tirava a mão do celular pra nada. Era o dia inteiro com o celular na mão conectada em redes sociais que já se tornou um vício mundial.  

 Como a tecnologia esta cada vez mais avançada , fico me perguntando se ficaremos escravos dela, afinal é muito impressionate e ficamos mesmos ligados, animados e vidrados.

Já dizem por ai que robôs,( inteligência artificial), serão criados para nos substituir , e a inteligência artificial está se expandindo rapidamente em outros setores, e estudos indicam que até 85% dos empregos nos países em desenvolvimento podem estar em risco….

“Há preocupações legítimas sobre o futuro dos empregos e da economia, porque quando as empresas aplicam a automação, os recursos tendem a se acumular nas mãos de poucas pessoas”, reconheceu o criador de Sophia- a Robô, David Hanson…. –  

Esse assunto me assusta muito, me preocupa e tenho medo de aonde podemos chegar com essa historia . 

A verdade é que indiretamente somos ”escravos” da tecnologia , mas será que vamos chegar ao ponto de sermos ”escravos” da inteligência artificial ?.

Costumo dizer que estamos vivendo em um mundo muito louco, de valores invertidos, onde nossa rede social é o mais importante para mostrarmos quem somos e nem sempre o que se vê é a verdade. 

Nos preocupamos em antes de comer tirar uma foto, ou quando viajamos deixamos de contemplar a viajem com nossos olhos pela tela do celular. 

Einstein uma vez disse : ”Eu temo o dia em que a tecnologia ultrapasse nossa interação humana, e o mundo terá uma geração de idiotas.”

Nenhuma frase poderia explicar melhor o que estou querendo dizer, e Einstein disse a muito tempo atrás. 

Karen Padilha

Publicado em Deixe um comentário

O amor é uma flor delicada, mas é preciso ter coragem de ir colhê-la à beira de um precipício. – Stendhal

Estava viajando aqui por alguns sites que gosto de ler e me deparei com uma coisa que discordo completamente e até me fez sentir raiva, estava escrito : 5 semanas para você esquecer um grande amor.  Acho que isso foi um dos maiores absurdos que já li, nem abri o artigo para ler e entender o porque essa pessoa escreveu isso e nem quero saber pois não acredito nisso. 

Sabemos que uma das maiores dificuldades que enfrentamos às vezes é ter que seguir em frente e ”tentar” esquecer um grande amor. 

Na minha concepção e modo de pensar isso nunca vai acontecer queira você acredite ou não, um grande amor nunca é esquecido por mais que tentemos esquecer. Nós apenas vamos nos acostumando com nossa vida sem essa pessoa, sem as coisas que faziam juntas, vai se acostumando a não lembrar mais, isso demora um pouco mas acontece.

Pode ser que doa muito, que não sinta energia nenhuma, não veja mais sentido na vida sem essa pessoa, particularmente estou escrevendo essas palavras e sentindo cada uma delas. 

Vamos nos questionar muito do porque duas pessoas que se amam tanto simplesmente não existem mais uma na vida da outra. 

Isso vai doer muito, talvez fará você passar noites sem dormir procurando na internet algo que possa explicar isso, mas nada pode. 

É difícil aceitar que amamos aquela pessoa e temos a plena certeza de que ela também, mas por contradições ou pelos seus erros que não tenha coragem de admitir você o afastou, afinal de contas ninguém quer viver ao lado de uma pessoa que briga a todo tempo por mais que essa briga tenha fundamento, ninguém quer ficar ao lado de uma pessoa que é insegura e projeta toda essa insegurança nele. Mais uma vez digo, por mais que essa insegurança tenha fundamento e você a partir da decisões e atitude do outro aprendeu  a ser assim, e tenha consciência , ele nunca entenderá isso. Sempre vai jogar a culpa nos seus ombros e fazer você duvidar da sua sanidade e tenha convicção disso meu bem, você vai duvidar da sua própria sanidade mesmo sabendo que não estava errada. 

Existem pessoas assim como eu que quando se apaixona esquece de si mesma e vive para a pessoa amada, e esse é o maior erro que podemos cometer, mesmo que saibamos que precisamos nos amar antes de mais nada para que assim então possamos amar outra pessoa. E mesmo sabendo disso, continuamos fazendo a mesma coisa, colocando os outros sempre em primeiro lugar nos iludindo de que eles fariam ou sentem o mesmo. 

É uma enganação, estamos nos enganando e eu sei, é muito desconfortável admitir isso, é como se faltasse ar para respirar. Amar é difícil, é uma lição diária porém não é fácil. 

Saber respeitar o tempo e o limite de quem amamos , saber e lidar com aqueles defeitos que nos incomodam muito e tantas outras coisas.

Acredito que tudo isso vale a pena, tudo isso faz parte do amor.

O amor pode ser mortal para aqueles que não conseguem carregar a carga psíquica que isso faz conosco, ou simplesmente por não entender porque algum dia , aquela pessoa que mais amamos e que acreditávamos que seria para sempre decidiu partir.

Particularmente, não sei se seria capaz de agüentar isso, por este motivo luto todos os dias pela pessoa que amo, não importa o que as pessoas e os textos dizem sobre isso, eu não me importo, pois eu sou a única pessoa que sei o que esta acontecendo e se ainda existe amor das duas partes e quando existe meu bem, lute por isso, se acreditar que no final vai valer a pena por mais que agora possa doer. 

Em certos momentos precisamos sentir a mais profunda tristeza para que algo mais belo possa nascer disso. 

Não importa o que me digam, o que mais importa é aquilo em que eu acredito com todo meu coração.

Por este motivo achei um absurdo alguém conseguir dizer como esquecer um grande amor em 5 dias. Provavelmente essa pessoa nunca tenha vivenciado o verdadeiro amor.

Quem sou eu para julgar? Estou apenas dando minha opinião sobre algo que achei tão absurdo.

Meus queridos, se vocês acreditam que ainda exista amor, esperança , lutem por isso e não pense nas consequências . 

Desejo todo amor do mundo para cada um de vocês .

Karen Padilha

Publicado em Deixe um comentário

O QUE UM NARCISISTA QUER DIZER QUANDO ELE DIZ “EU TE AMO”. Da Doutora, PhD em Neurociência e Especialista em relacionamentos abusivos, Dra. Athena Staik

O Narcisista vem geralmente de uma família onde um dos pais apresentava comportamento narcisista. 

Ele não é nada mais do que uma vítima dele mesmo. Acontece por mais que você pense, que você precisa ajuda-lo, e que você vai ser o anjo que vai salvar a vida dele, não é bem assim que funciona, pois a única maneira certa de lidar com o narcisista é o proibindo de ter certos tipos de comportamento com você ( qualquer tipo de comportamento que dite falta de respeito ao simples fato de você ser um ser humano ).

O narcisista vai a extremos tão absurdos pois ele não lhe vê como um ser humano de carne e osso, com uma alma, uma família, com desejos de uma vida feliz, pois infelizmente a doença não lhe deixa mais ele(a) lhe enxergar como esse alguém e sim apenas como um objeto que só serve no mundo para o seu próprio prazer e uso, e quando isso não ocorre o resultado são brigas, ódio, ofensas e humilhação, e ele vai  dizer tudo aquilo que vai te fazer se sentir “um lixo” até que você aceite que  é tão terrível que o melhor mesmo é que você pode fazer ficar ali e aceitar ser o seu objeto.

E nisso inclui também ser o seu “saco de pancadas” que significa “levar” por tudo que ele sofre no dia a dia e por todas as suas opressões emocionais do passado também!

Esse “levar” inclui: a culpa, a ofensa, a humilhação, e no final até a agressão física… ele vai descontar em você todas as frustrações do seu dia e da sua vida, o que a Doutora Athena Staik explica muito bem nesse texto a seguir, mais um dos tantos escrito por ela sobre esse assunto,  que está no momento escrevendo um livro de mesmo título a fim de ajudar mulheres no mundo inteiro para entender como funciona as coisas na cabeça e no coração de uma pessoa narcisista.

No texto a seguir você entenderá melhor, você não pode ajuda-lo pelo simples fato de que se você está aí nessa relação é por que você também se encontra doente, e um viciado não pode ir a outro para pedir ajuda, certo ?

Fiquem agora com esse texto brilhante:

Caro parceiro co-dependente,

O que estou prestes a dizer é algo que eu jamais lhe diria ou admitiria (para você), porque  fazer isso acabaria com o meu jogo “o-vencedor-leva-a-mesa-toda” que eu jogo com você e que é a minha principal fonte de prazer na vida- um jogo que efetivamente mantém você carregando minha carga, minha parcela de responsabilidade em nosso relacionamento.

E esse é o ponto inteiro.

Quando eu digo “Eu te amo” Quero dizer que eu amo o quão duro você trabalha para me fazer sentir como seu tudo, que eu sou o foco da sua vida, que você quer que eu seja feliz, e que de mim nunca vai ser esperado fazer o mesmo.

Eu amo o poder que eu tenho de tirar proveito de sua bondade e intenções de ser agradável, e o prazer que eu derivo quando eu me sinto enorme em comparação com você, tendo todas as oportunidades para fazer você se sentir pequeno e insignificante (eu me sinto enorme em comparação porque, para mim, esses “desejos” são provas de que você é fraco, débil mental e inferior, e merece ser tratado de acordo!).

Eu amo o sentimento que me dá a pensar em você como fraco, vulnerável, emocionalmente louco, e minha maior fonte de prazer é ter você para olhar para baixo com desprezo… porque, na minha opinião, seus desejos infantis, inocência e ingenuidade é o que prova a sua fraqueza e inferioridade.

Eu amo o jeito que eu me sinto sabendo que, por meio do uso de gaslighting (termo usado no inglês para expressar a constante vontade de uma pessoa em fazer a outra pensar que é ou está “louca”/ fazendo acusações sem sentido, ou não agindo de maneira aceitável emocionalmente ou plausível mentalmente) , e outras táticas de terror psicológico, o que você quer discutir ou mostrar um ponto de vista nunca vai acontecer, e eu amo esse “poder” para treiná-lo a sentir-se “louco” por mesmo tentar colocar questões que não me interessam , efetivamente, sempre diminuindo suas expectativas de mim e do que eu sou capaz de dar a você, enquanto eu por minha vez, aumento as minhas imposições sobre você.

Eu amo como é fácil manter o seu único foco em aliviar a minha dor (nunca o seu!), e que, independentemente do que você faz, você nunca vai me fazer sentir bem o suficiente, amado o suficiente, respeitado o suficiente, apreciado o suficiente, e assim por diante. (miséria ama companhia.)

(não é sobre a proximidade, empatia, conexão emocional que você quer, ou o que eu fiz que machuca ou envergonha você, ou o quão pouco tempo eu gasto com você ou as crianças, e assim por diante. É sobre o meu poder e fazer o meu trabalho para manter você em seu lugar, na dor, focado em sentir a minha dor, bloqueando-o de sentir-se valorizado em relação a mim. Sou superior e tenho direito a todo o prazer, admiração e conforto entre nós, lembra?)

“Eu te amo” significa que eu amo o jeito que eu sinto quando você está comigo, mais especificamente, sobre você como um pedaço de propriedade que eu possuo, minha posse. Como dirigir um carro da moda, eu amo a maneira em que você melhora o meu status aos olhos dos outros, deixando-os saber que eu sou o cão alfa, e assim por diante. Adoro pensar que os outros têm ciúmes das minhas posses.

Eu amo o poder que tenho para mantê-lo trabalhando duro para provar o seu amor e devoção, imaginando o que mais você precisa fazer para “provar” a sua lealdade.

“Eu te amo” significa que eu amo o jeito que eu sinto quando estou com você. Devido a quantas vezes eu experimento sentimentos de ódio durante o dia, naturalmente e olho para os outros de cima pra baixo, de um modo geral, os neurônios espelho no meu cérebro me mantém também constantemente experimentando sentimentos de aversão a mim mesmo, assim eu amo que eu posso me amar por meio de você, e também amo odiá-lo por causa da minha “necessidade” de ter que confiar em você ou alguém para qualquer coisa.

Eu amo que você está lá para eu culpar sempre que eu sinto esta “necessidade”, sentir desprezo por você parece proteger-me de algo que eu odeio admitir, que eu me sinto totalmente dependente de você para “alimentar” o meu sentido de superioridade e direito, e para manter a minha ilusão de poder vivo em minha mente.

(nada me faz sentir mais frágil e vulnerável do que não ter controle sobre algo que iria manchar a minha imagem e status superior, como quando você me questiona “como” eu lhe trato mal, como se você ainda não entendesse que fazê-lo aceitar-se como um objeto para o meu prazer, feliz, independentemente de como eu tratá-lo, ou as crianças, é a prova chave da minha superioridade, para o mundo. Você é minha posse, lembra? É meu trabalho ensiná-lo a odiar e agir insensível em relação àquelas coisas “loucas” que só as pessoas “fracas” precisam, como “proximidade” e “coisas emocionais”, e a propósito, eu sei que isso “funciona” porque minha infância me ensinou a fazer isso dentro de mim.)

Isso me faz iluminar com prazer (mais prova da minha superioridade) que eu posso facilmente levá-lo a total frustração e desespero, fazer você agir “feito louco” sobre não conseguir o que você quer de mim, fazer você repetir a mesma coisa mil vezes, e te fazer dizer e fazer coisas que você mais tarde vai se odiar por ter feito e dito  (por causa do seu bom espírito e de sua “gentileza “!). Tudo o que você diz, todas as suas dores, mágoas e  queixas que você compartilha, você pode ter certeza que eu vou usa-las todas contra você mais tarde, para te escarnar e fazer graça com a sua cara e as suas custas, para mantê-lo sempre “girando” em torno de si mesmo na velocidade da luz, desesperado e de joelhos no chão, implorando a mim que eu entenda os seus motivos, sempre tentando explicar-se, sempre duvidando de si mesmo e confuso, tentando descobrir por que eu não “entendo” o que você está tentando me explicar, às vezes eu me surpreendo o quão bobo você é. 

(não há nada para conseguir! Para quebrar o código, você teria que olhar através de minha lente, não da sua! É o meu trabalho te mostrar total desinteresse em suas necessidades emocionais, dores, quereres, e lhe treinar, dispensar e te punir de acordo, até que você aprenda a sua “lição”, que é: de tomar o seu lugar como um objeto sem voz, uma possessão não tem desejo, exceto o de servir o meu prazer e conforto, e nunca uma opinião sobre como ele é ou deve ser tratado!)

(Meu trabalho é fazer com que você nunca perceba tudo isso, mesmo depois de todas as maneiras que eu maltratei você, para mim, é a prova da minha superioridade genética. Na minha cartilha, aqueles com genes superiores nunca são gentis, exceto para atrair e fisgar suas vítimas!)

Eu amo que eu posso fazer você se sentir inseguro em um piscar de olhos, especialmente dando atenção a outras mulheres (talvez também outros em geral, amigos, familiares, crianças, etc, a lista é infinita). Que poder isso me dá de esfregar na sua cara publicamente o quão facilmente eu dou a todo mundo o que você tanto me implora e do que você nunca recebe de mim, para lhe provocar e fazer você implorar ainda mais o que eu sem esforço dou aos outros, perguntando por que é tão fácil dar o que você quer para os outros, para expressar sentimentos ou afeto , para dar elogios, ou seja, quando ele serve o meu prazer (neste caso, para ver você se contorcer).

Eu amo o poder que eu tenho que levá-lo de volta sempre que você ameaçar sair, jogando algumas migalhas no seu caminho, e ver o quão rápido eu posso convencê-lo a confiar em mim de novo quando eu “ligo” o meu charme, enganando-o a pensar, que desta vez, eu vou mudar.

“Eu te amo” significa que eu preciso de você porque, devido ao ódio que eu carrego dentro, eu preciso de alguém que não vai me abandonar que eu possa usar como um saco de pancada, para me fazer sentir bem, fazendo você se sentir mal sobre si mesmo. (é assim que eu me dou prazer, e é também o jeito como eu me “drogo” me fazendo entorpecido/ dormente, para negar os sentimentos assustadores de medo que eu carrego dentro de mim  desde a infância, sentimentos estes que eu espero nunca admitir, nunca. Eu odeio qualquer sinal de fraqueza em mim, e é por isso que eu te odeio tanto, e a todos os “bonzinhos”, esses fracos que eu vejo como inferior, estúpido, burro, e assim por diante.)

“Eu te amo” significa que eu amo consertar e moldar seus pensamentos e crenças, estar no controle de sua mente, para que você pense em mim como seu milagre e salvador, uma fonte de vida e sustento que você depende, e “cai” de volta para, como a gravidade , não importa o quão alto você tente voar para longe ou saltar.

Eu amo que isso me faz sentir como um Deus, para mantê-lo tão focado (obcecado…) com fazer-me sentir adorado e adorado, sacrificando tudo por mim para provar a si mesmo, para que eu não te condene ou desaprove, buscando agradar a nenhum outro, e inerentemente , com direitos exclusivos para administrar recompensas e punições como eu quiser.

Eu amo como eu posso usar meu poder para mantê-lo para baixo, duvidando de si mesmo e sempre se questionando se você está mesmo ficando louco de querer amor e respeito, questionando a sua sanidade, obcecado com a explicação para mim (e outros), professando a sua lealdade, perguntando o que há de errado com você (em vez de perceber que… você não pode fazer alguém “feliz” que deriva seu senso de poder e prazer de sentir desprezo por fracos que me deixaram aproveitar deles… como você!).

“Eu te amo” significa que eu amo o jeito que eu sinto quando eu me vejo através de seus olhos admiradores, que você é a minha sensação de uma boa droga, meu público dedicado, meu maior fã e admirador, e assim por diante. Treiná-lo a olhar para mim, nunca me questionar, e curvar-se com prazer para me servir como sua nunca errante, onisciente, onipotente fonte de conhecimento é o meu objetivo final: a droga que eu escolhi.

(você pode notar como eu fico na defensiva a qualquer sinal de que você me questionaria; Eu odeio o quão frágil eu sinto em tais momentos, preocupado que a falta de treiná-lo em silêncio submissão poderia manchar a minha imagem no mundo, algo que eu me importo mais do que qualquer outra coisa, mesmo a própria vida!)

E eu amo isso, não importa o quanto você implore e implore pelo meu amor e admiração, para se sentir valorizado em troca, isso não vai acontecer, enquanto eu estiver no controle. Por que eu deixaria isso, quando eu estou viciado em derivar prazer de privá-lo de qualquer coisa que faria você se sentir de valor, ser vento nas suas asas, arriscando-se voar para longe de mim? Além disso, dá-me grande prazer não dar-lhe o que você merece, a ternura que você tanto precisa e quer, lhe estourar todos os seus sonhos e bolhas, e em seguida, dizer pra mim mesmo: “Eu não sou um bobo.”

Eu amo que eu posso controlar as suas tentativas de obter algum sucesso comigo, controlando sua mente, em particular, deslocando o foco de qualquer “discussão” para o que está errado com você, sua incapacidade de apreciar e fazer-me sentir amado, bom o suficiente, etc-e, claro, lembrando de tudo que fiz por você, e como você é ingrato.

Eu amo a quão habilmente eu manipulo a opiniões das outras pessoas ao seu respeito também, as fazendo ficar do meu lado e contra você em qualquer situação, me fazendo ver sempre como o “bom”, o certo da relação, e ver você como o “ruim”, retratando você como incapaz de me fazer feliz ou viril- ou como carente, nunca satisfeito, sempre reclamando , egoísta e controladora, e assim por diante.

Eu amo o quão fácil é para mim dizer “não!” para o que pode lhe dar crédito, ou aumentar o seu senso de valor e significado em relação a mim, com desculpas sem fim, e que em vez disso, eu retorno o seu foco para as minhas necessidades e desejos não cumpridos, meus desconfortos ou dor.

Eu amo o sentimento que eu possuo seus pensamentos, suas ambições, e assegurando os únicos desejos e necessidades que você se centra sobre são aquelas que inserem meu prazer e conforto.

Eu amo ser a droga que você escolheu para se viciar, aquela que você “tem que ter”, independentemente de como eu o maltrato, apesar de todos os sinais de que o seu vício por mim está drenando a energia de sua vida, e que você está em risco de perder mais e mais de tudo aquilo que você mais valoriza e mantém próximo ao seu coração, separando de você tudo aquilo e aqueles que poderiam lhe tirar dessa posição de objeto da qual você se encontra lhe fazendo deixar de acreditar em todos aqueles que de fato lhe amam em troca e que poderiam lhe apoiar. 

Eu amo que posso isolá-lo de outros que possam alimentá-lo, eu amo quebrar esse pensamento bonito dentro de você de pensar que alguma vez alguém já lhe amou, eu amo fazer você desconfiar de todos, de modo que você conclua que ninguém mais realmente vai suportar você, além de mim.

Eu amo que eu posso fazer você sentir que estou fazendo a você um favor por estar com você e por jogar de vez em quando algumas migalhas no chão pra você desesperadamente catar. Como um vácuo, o vazio dentro de mim é uma necessidade constante de chupar a vida, a respiração e a vitalidade que você e a sua determinação de ser gentil trazem para a minha vida, que desejo como uma droga que nunca pode satisfazer, que lutei para acumular , e odeio o pensamento de compartilhar.

Enquanto eu odeio você e meu vício em sua minusiosa atenção, a minha necessidade me impede de me ver através de seus olhos atenciosos, sempre pronto para admirar, adorar, perdoar, desculpar-me e cair pelas minhas mentiras e armadilhas. (Eu nunca poderia apreciar ou valorizá-lo por isso, como eu poderia? Eu me odeio por precisar desses gestos carinhosos, ainda não humanos, que me desgostam.)

Eu amo que você continue me dizendo o quanto eu o machuquei, sem saber que isso para mim, é como um relatório de marketing gratuito. Isso me permite saber quão eficaz as minhas táticas têm sido para mantê-lo com dor, focado em aliviar minha dor – para que eu sempre seja vencedor nesta competição – garantindo que você nunca enfraqueça esse pacto de dor comigo (me controle) com seu amor e proximidade emocional ou esse tipo de coisa.

Em suma, quando eu digo “eu amo você”, eu adoro o poder que tenho para permanecer um mistério que você nunca vai resolver por causa do que você não conhece (e se recusa a acreditar) que o único que pode ganhar este jogo de conquista de zero é o único que conhece as “regras”. A minha sensação de poder baseia-se em garantir que você nunca tenha sucesso em me persuadir, a se juntar a você na criação de um relacionamento mutuamente amável porque, na minha visão de mundo, sendo vulnerável, emocionalmente expressivo, amável, atencioso, empático, inocente são sinais de fraqueza, prova de inferioridade.

Obrigado, mas não, obrigado, eu estou decidido em permanecer no meu jogo de o-vencedor-leva-tudo, eternamente em competição, vendo você como meu concorrente mais feroz, regozijando minha capacidade narcisista de ser cruel, insensível, frio, calculista, e orgulhoso, para garantir que minha necessidade de um sentimento de superioridade não seja prejudicada.

Para sempre o seu limitador-de-amor!

Seu narcisista.

PS: Eu realmente,  preciso muito, MUITO, de ajuda, mas você NÃO PODE fazer este trabalho para mim (não sem piorar as coisas para nós dois!). Lembre-se, somos co-dependentes um do outro, então nunca iremos a um viciado para obter ajuda, certo?

Somente um terapeuta, com experiência nisso, tem uma chance, e mesmo assim, apenas se eu escolher realmente, realmente, realmente deixá-lo! (Isso é porque eu tenho que enfrentar o meu maior medo de que, não só não sou superior àqueles que considero inferior, e, portanto, não tenho o direito de fazer e quebrar regras quando me convém, mas eu também tenho que VERDADEIRAMENTE RECONHECER  que as minhas próprias ações, pensamentos e crenças sobre mim e outros são a principal causa do sofrimento na minha vida. E eu não poderia nunca querer fazer isso pelo único motivo de que, da minha visão de mundo, apenas as pessoas burras e fracas fazem essas coisas! A morte é melhor, do que perder.)

Publicado em Deixe um comentário

Desistir sem antes tentar com todas as suas forças não é justo.

Escrevo essas linhas para mim mesma….

Mantenha a calma, está tudo muito recente, mesmo que seja difícil, deixe o tempo passar um pouco.

Pense que vocês se amam e por mais que tenham se desentendido as coisas ainda podem dar certo.

Deixe o outro respirar, sentir saudade de você, da sua companhia, dos momentos que tiveram juntos, não fique mandando mensagens o tempo todo pedindo perdão, dizendo que não consegue viver sem ele, por mais que seja verdade, espere um pouco.

Todos temos nosso próprio tempo para digerir as coisas, ainda mais quando fomos nós as pessoas ofendidas e machucadas por aqueles que amamos.

Entenda que o erro foi seu, o descontrole foi seu e não foi a primeira vez. A outra pessoa pode sim estar cansada dos mesmos erros, das mesmas brigas e pensar em desistir e que você não vai mudar depois dos mesmos erros terem acontecido. É difícil, eu sei, mas tudo é uma escolha nossa, a outra pessoa não tem culpa. 

Tente relaxar e não deixar que a tristeza e as lembranças te coloquem em uma bolha de arrependimento e  questionamentos. 

Você mais do que ninguém sabe que o amor existe entre vocês e que existe um laço muito forte que os unem, acredite nesse amor, peça para que tenha uma última chance, por mais que o tempo for passando e  ficando mais difícil, não deixe de acreditar. 

Não é só o amor que une e mantém as pessoas juntas, é também  o respeito, a liberdade, confiança, perseverança, compreensão e equilíbrio. Lembre-se disso.

Por muitos dias sua energia estará muito baixa, você não sentirá vontade de sair da cama e isso realmente vai acontecer, você vai olhar pelos cantos da casa e de cada cômodo e lembrar daquela pessoa, do que ela fazia, dos momentos e vai sentir que nada faz sentido sem ela, nesses momentos tente manter a calma e lembrar que nada está perdido ainda, confie no tempo, no amor, faça orações e seja positivo por mais que seja difícil. 

Se você não quer desistir desse amor faça sua parte, em silêncio, com todo seu coração . 

Procuramos ajuda lendo artigos e textos relacionados ao tema, mas muitos dizem para desistirmos e outros para persistirmos e ficamos confusos. Então faça o que tem vontade de fazer e no que acredita porque nenhum desses artigos realmente sabe o que aconteceu, ou o amor que existe entre ambas as partes. 

Existem aqueles que dizem que a forma mais bonita de amar também consiste em desistir, bem, pode ser que estejam certos. Mas desistir sem antes tentar com todas as suas forças não é justo.

Karen Padilha

Publicado em Deixe um comentário

Cuidado com a imaginação, ela pode nos levar ao céu e ao mesmo tempo ao inferno.

Possuímos um poder criativo dentro de nós que pode nos levar ao céu e ao inferno,  depende da forma que o  colocamos em prática. Afinal tudo na nossa vida depende da forma que agimos.

Esse poder de que estou falando é  nossa IMAGINAÇÃO, o que nos faz criar cenários que muitas vezes não existem, inventar, produzir e acreditar nessas coisas que criamos mentalmente decorrentes daquilo que acontece conosco, de inseguranças bobas, medo de ser enganados e vários outras coisas.

Existe aquela primeira imaginação que nos vêm a mente que é a imaginação destrutiva composta por medos e preocupações. A segunda imaginação é a construtiva que nos leva a pensar em melhorar algo já existente. A terceira é a imaginação criativa, que  podemos pensar e nos questionar ” O que posso recriar novamente na minha vida”?. ” O que posso fazer para recriar essa situação da melhor forma possível ?”. 

Embora tenhamos o poder de recriar uma nova situação, às vezes,  é necessário para algumas pessoas voltarem no tempo em que tudo aconteceu  e recriarem essa situação existente de uma nova maneira e assim se libertar dos sentimentos e frustrações que isso gerou.

Passam pela nossa mente 50 mil pensamentos por dia , 40% desses pensamentos são coisas que nunca vão acontecer, 30% coisas que já aconteceram, 12% pensamentos sobre preocupações  com a saúde, 10% são coisas insignificantes e 8% são coisas reais, significantes.

O que você esta fazendo com esse poder? Você está escolhendo viver no céu ou no inferno?

Como esta usando sua imaginação?  Está usando para inventar cenários a partir de suas paranóias? Está usando para desconfiar de que estão te passando para trás ? . Ou está usando ao seu favor? Imaginando coisas positivas, criando cenários lindos aonde queria estar com alguém especial, imaginando  que seus sonhos se tornaram realidade? Enfim, imaginando tudo aquilo que te faz sentir bem?

É preciso estar atento às armadilhas da mente que nos levam a criar coisas irreais,  porque a mente, mente.

Nós também mentimos, nos enganamos com nossas imaginações férteis e podemos sofrer muito com isso.

Diante algumas situações é difícil manter o controle e não criar mil histórias na nossa mente, mas um exercício que aprendi e que ajuda muito nessas situações e outras também é RESPIRAR. 

Eu não sabia o poder que respirar tem sob nós. 

É simples: Você respira profundamente pelo nariz e solta levemente pela boca, faça isso umas 3 vezes e verá como sua mente, seu corpo e suas reações vão se acalmar. 

Lembre-se sempre que você pode ir ao céu e ao inferno se não tiver controle sob sua imaginação. 

Karen Padilha

 

 

 

 

Publicado em Deixe um comentário

O caminho para o desvendamento de quem realmente somos.

Estar vivo, nos sentir vivos, não ter medo de confrontar os desafios da vida e da nossa jornada e entender que tudo o que acontece com a gente não é culpa do destino, da vida, ou de outras pessoas e sim das nossas escolhas. 

Ter consciência disso é muito difícil para muitas pessoas, e não acontece da noite para o dia, é um caminho que escolhemos percorrer para ter esse entendimento e viver melhor nossas vidas. 

É natural do ser humano buscar caminhos melhores apenas quando estão em situações de sufoco, mas é preciso saber que essa busca é um dever de cada dia. 

Temos de ter a coragem de enfrentar nossos medos, inseguranças, ansiedades, tristezas, sofrimentos, mágoas, ressentimentos, raiva, ódio, traumas, o medo de ser insuficientemente e também muitas vezes, o medo do amor. Ir de encontro ao nossos medos pois só assim podemos nos libertar.

É muito importante estarmos sempre em busca do conhecimento e do entendimento de porque as coisas acontecem. Buscar dentro de nós quem realmente somos, nossa essência , nossa missão, como estamos vivendo, na verdade como escolhemos viver. 

Muitas vezes criamos capas para encobrir quem realmente somos.

Nosso funcionamento interior é composto por três camadas: Eu Superior que é parte mais bonita da nossa personalidade, seguido pelo ‘’ Eu Inferior”, que é composto por sentimentos que criamos para indiretamente protegermos nosso ‘’ Eu Superior’’, e por último a ‘’ Máscara’’ que é a camada exterior da personalidade, aquela que criamos para esconder quem somos de verdade, para sermos aceitos pelas pessoas e sociedade.

Para que possamos crescer interiormente, espiritualmente e em todos os outros aspectos é necessário entendermos profundamente isso e como cada um funciona em cada um de nós, afinal todos somos e funcionamos de forma diferente.

Aquilo que pode me fazer mal, pode não fazer a voce. Aquilo que pode me fazer feliz, também pode não fazer a você.

Estamos vivos, estamos a todo tempo nos transformando e será sempre assim.

Quando entendermos essas coisas o processo de desvendamento começou, porém acontece aos poucos, não controlamos.

Não é preciso ter pressa, tudo acontece naturalmente e na hora certa.

Vou repetir mais uma vez que é preciso ter consciência de tudo isso, buscarmos nosso propósito de vida maior.

Aceitarmos a nossa jornada de vida, sermos gratos por termos a oportunidade de nos tornarmos pessoas melhores, evoluir.

Ou você amadurece ou a vida, o mundo e as pessoas vão te engolir.

Meu desejo a você e a todos é que sejamos conscientes a esse processo evolutivo do ser humano e que isso só nos transformará em pessoas melhores. 

Karen Padilha