Reencontre-se, reequilibre-se, reconstrua-se.

”Cada um oferece aquilo que tem e transborda de dentro de si.

Uma parreira oferece doce fruto, uma orquídea nos oferece bela flor. Um vulcão só oferece desolamento, calor, mal cheiro e lava, e não é segredo que uma cobra peçonhenta não te oferecerá mais que mortífero veneno.

É bem verdade que podemos reunir tudo isso dentro de nós, mas lembre-se: as pessoas oferecem o que transborda de dentro de si. Quando fizeres o bem a uma serpente, não espere que ela te retribua com uma rosa, por que não é o que transborda de dentro dela.

Quando fizeres bem a uma serpente, faça-o por que é este bem que transborda de dentro de ti, e é justo que compartilhemos o que de bom nós temos em excesso.

Esse deve ser teu único pensamento e expectativa: Dê a quem precisa, não espere de quem não tem. Isto te dará felicidade e te privará de decepções.

E não te eximas de fazer o bem à serpente, por que algumas coisas não nos cabe reprovar ou punir, apenas compreender…”
Augusto Branco

Estamos presenciando um momento muito delicado mundialmente.

Há aproximadamente um mês atrás escrevi um artigo dizendo sobre como o tempo e a vida são dádivas que nos foram concedidas.

Muitas vezes nos questionamos sobre qual o sentido da vida, outras vezes nos sentimos perdidos, estagnados. Parece que perdemos aquela vontade de fazer as coisas que mais gostamos, que fazem nos sentir livres, felizes, completos, realizados, isso realmente acontece com cada um de nós.

Acontecem muitas coisas em nossas vidas que por um segundo pensamos em desistir de tudo, não entendemos o porque, tentamos encontras respostas e não encontramos e isso nos desanima, mas a vida não para de acontecer por estarmos nos sentindo assim.

A vida continua e por mais complicado que pareça ser, sempre existe uma razão para todas as coisas.

Podemos optar por continuarmos nos sentindo dessa forma ou podemos optar por buscar mudanças e a mudança começa exatamente no momento em que você escolhe buscar por ela.

Posso dizer-lhes com toda a certeza que no momento em que optou por buscar mudar,a mudança já começou .

Quando escolhemos mudar nos damos uma nova chance de fazer tudo diferente, de não mais repetirmos os mesmos erros que nos fizeram tão mal um dia.

A mudança começa em nós.

Nos dias atuais estamos recebendo vários sinais do universo, sinais de que precisamos sim mudar, que as coisas não estão como deveriam ser. Esse é precisamente o momento em que estamos vivendo agora.

Quando citei no começo deste texto dizendo que por muitas vezes nos sentimos estagnados e perdemos a vontade de fazermos o que mais gostamos, agora digo que mais do que nunca precisamos encarar esses momentos sem medo , de frente , cara a cara . O medo é o que nos prende, nos paralisa.

Agora vamos parar um momento para pensar?

Nos encontramos agora numa situação em que por mais que tenhamos recuperado toda nossa vontade de viver, toda nossa vitalidade, não podemos fazer tudo aquilo que desejaríamos estar fazendo.

Estamos vivenciando dias em que não podemos sair de nossas casas, que não podemos fazer o que queremos, nos encontramos preocupados e com medo de uma crise que está, sacudindo o mundo a fora.

Uma crise, um vírus que surgiu do nada, que não escolhe quem atinge.

Esse vírus veio para nos ensinar algo, o universo está tentando nos ensinar algo e precisamos escutar, aprender.

Estamos todos no mesmo barco, na mesma onda.

Podemos ver, sentir que a mensagem talvez seja de que precisamos nos dar conta do que realmente importa, coisas terríveis estão acontecendo decorrente deste vírus, mas podemos aproveitar esse tempo em que não podemos sair de nossas casas para nos voltarmos para dentro de nós mesmos e despertarmos nossas consciências .

Vamos aproveitar esse tempo para silenciarmos nossa mente, tudo é energia, estamos todos conectados, o universo é energia, vibração. Pare por alguns instantes e tente sentir o que é seu e o que não é. Se torne consciente da sua própria energia.

Se torne consciente do quão somos pequenos e impotentes, de que não temos controle de absolutamente nada.

Sua mente é como a água.

Bruce lee disse uma vez: ‘Não se coloque dentro de uma forma, se adapte e construa sua própria, e deixa-a expandir, como a água. Se colocarmos a água num copo, ela se torna o copo; se você colocar água numa garrafa ela se torna a garrafa. A água pode fluir ou pode colidir. Seja água, meu amigo.’

Aprenda a confiar no que está acontecendo. Você é o protetor do seu campo energético. O caminho da cura é para dentro.

Karen Padilha