Arquivo da tag: autoconhecimento

ENCONTRE O SEU PODER!

Este artigo discutirá como você pode encontrar esse ''Você Poderoso'' e encontrar essa força que você não sabia que tinha. Hoje em dia, é difícil se manter forte quando você está dentro e fora do amor ou situações que parecem implacáveis, mas em vez de permitir que sejamos engolidos pela dor do que poderia ter sido ou poderia ter acontecido em vez disso, que tal plantando os pés e dizendo “Mundo estou pronto, Vida estou pronto e Amor estou pronto”. É tão simples quanto dizer isso e então sentimos o poder retornar à medida que nos sentimos fortalecidos. Nós emprestamos nossa força, mas no final a recuperamos. Permita-se tempo para deixá-lo tomar conta de você e lembre-se de que você pode ser inteiro.

Você tem muito poder e pode criar sua própria história, mas não deixe que as coisas negativas o derrubem, em vez disso, afaste-se e lembre-se de que você pode fazer isso. Quando encontramos nossa força, podemos fazer coisas incríveis. Nós nos sentimos dignos da maior história de amor, mas primeiro nos amando e depois podemos amar a paz de não entrar no drama quando você diz não e estar com um parceiro amoroso. Você é poderoso o suficiente para levantar a mão e acenar. Depois que fazemos, criamos e não deixamos que outras palavras ou ações nos levem ao desespero nem para governar ou arruinar a vida que queremos.

Agora, enquanto todos nós ouvimos sobre os benefícios de ser grato pelo bom, o ruim e o feio, mas às vezes somos humanos e isso nos atinge e simplesmente não sentimos que temos energia para fazê-lo. Então, quando isso acontecer, peça a seus anjos e guias para ajudá-lo a encontrar sua força. Você é mais poderoso do que acredita, e você o encontrará esperando dentro de você, mesmo que pense que não está lá, confie em mim, está lá. É um velho amigo esperando pacientemente que você venha encontrá-lo. Ele pode brincar de esconde-esconde e encontra você quando você precisa.

Força não é apenas ser forte, mas sim ser resiliente e estar ciente de que não importa o que aconteça, você conseguiu isso e merece algo melhor. Eu sei que damos nosso poder se temos um relacionamento tóxico, um emprego ruim ou uma família que você acha difícil, mas com o tempo você vai voltar atrás e dizer que eu mereço e terei melhor.

Eu quero que você diga em voz alta “Esta é minha vida, minha energia, meu caminho e eu não estou entregando isso. Isso então criou minha nova força e eu adoro isso. Eu não aceito pessoas negativas na minha vida e você também não precisa.” Se amigos e familiares estão drenando o seu, simplesmente peça a seus guias para protegê-lo e depois vá embora. Dê um tapinha nas costas pelas pequenas vitórias que você tem todos os dias, pois elas também são importantes. Isso não precisa ser totalmente excluído de alguém ou de uma situação, mas pode ser uma coisa simples como dizer ao seu parceiro ou amigo tóxico aquela maravilhosa palavra NÃO. Diga não a ser dito o que fazer ou fazer por eles. Você não precisa explicar o porquê, porque você não quer lidar com eles ou com a situação. Mesmo um trabalho pode drenar e fazer você perder força. Quando isso acontecer, basta dizer NÃO MAIS e procurar um melhor.

Dizer não é difícil, mas uma coisa poderosa no Universo e está logo atrás do amor. Eu disse NÃO e você também pode. Você merece o amor de um parceiro que te ama e os amigos também devem somar à sua vida e não tirar. Não tenha medo de deixá-los ir se não estiver funcionando para você. Você é uma alma linda, então agora dê a sua alma a paz e o amor que ela merece. Ao fazer isso, você recuperará sua vida e ficará tão animado para ver que outras coisas boas virão agora que decidiu permanecer forte.

Quanto mais você conhece si mesmo, melhores serão seus relacionamentos!

O quão difícil é o caminho do autoconhecimento, da autodescoberta. Passamos por ciladas, às vezes tramadas por nós mesmos, às vezes até nem percebemos, tampouco lembraremos delas quando paramos para pensar, nossa vida está indo em um caminho sem direção, pois é difícil perceber onde foi que erramos, é difícil observar e calcular os erros que cometemos na vida, quando nossa vida não está indo lá muito bem.

Ir em busca do autoconhecimento é uma boa escolha para que não cometamos mais os mesmos erros e para que nossa vida comece a andar melhor do que antes, pois quando nos descobrimos, nós descobrimos a maneira certa de fazer nossa vida caminhar da forma certa, descobrimos a maneira certa de lidar com tudo, com as pessoas, com a natureza, com o universo, com a vida em geral, descobrimos que , na verdade,  nós, somos um universo, cada um de nós, e que tudo o que fazemos pode causar um dano da vida de outra pessoa, uma outra pessoa que nem se quer conhecemos, que um ato nosso pode causar um dano no universo, pois nós somos um universo, e sendo assim somos todos conectados com o universo maior , o Universo Mãe, aquele que nos emana, e manda energia, aquele que nos emite a sua frequência , e a frequência que chega até nós depende da frequência que nós emitimos para ele.

Quando descobrimos isso, temos em nossas  mãos a chave para a felicidade plena da vida, pois sabemos como lidar com a vida, sabemos o que somos, como funcionamos, que somos feitos de energia.

Descobrir-se não acontece de um dia para o outro, existem pessoas que passam a vida inteira tentando e não conseguem, leva tempo, leva calma e paciência, pois nos enganamos às vezes,. A vida nos prega peças, mas não desista, pois não existe coisa mais realizadora do que se autodescobrir.

“De todos os conhecimentos possíveis, o mais sábio e útil é o conhecer a si mesmo” -William Shakespeare

Se não nos conhecermos, não podemos conhecer aos outros, pois não conhecemos nem a nós mesmos, nem as nossas próprias emoções, precisamos ao menos ter esse conhecimento, que é o maior e mais  importante descobrimento  na vida, porque é o que vamos mais utilizar, para tudo, para trabalhar, para socializar, para os relacionamentos, para tudo.

“A chave para gerenciar os outros de maneira efetiva é aprender a  gerenciar, primeiro, a si mesmo. Quanto mais você conhece a si mesmo, melhor poderá se relacionar com os demais, a partir de uma posição de confiança, segurança e força”  – Weisinger

Se perder para se encontrar.

Se perder para se encontrar. Às vezes é quando você se perde que encontra um novo caminho. Eu poderia fazer tantas coisas, conhecer novos lugares, novas pessoas, novas experiências e eu sei que posso. Mas mesmo sabendo que posso, não quero, porque na verdade não quero porque não sei o que querer. Fico procurando algo que nem sei aonde encontrar ou exatamente o que é. Perdida em mim mesma.

As tristeza e os pesares trazidos no coração, a tendência a me acostumar a sofrer, uma crise existencial que me faz perder os sentidos, ficar sem rumo, sentir meu coração cansado. As dores da vida, aquelas que carrego no peito, às dores do coração – as mágoas, os ressentimentos, os arrependimentos, as palavras que foram ditas e também as que não foram, tudo isso fez com que eu me perdesse totalmente.

A preguiça, raiva e até mesmo inveja são venenos mentais que denunciam o meu medo de encarar o próprio espelho e me manter firme das batalhas pessoais do cotidiano, de nada adiantará ter vontade de crescer por dentro se eu não me dispuser a resgatar a minha própria luz interna .

Mas é sentindo as dores da vida e tendo consciência de que elas são passageiras que o mundo ao meu redor pode se tornar cada vez mais dinâmico. É entender que é o medo, e também a preguiça de enfrentá-lo, tende a prolongar as feridas da memória e a abstenção da alegria ou mesmo da gratidão em poder andar com minhas próprias pernas e que de nada adiantará querer mudar e crescer interiormente se não houver movimento interno que me faça acordar.

Esse reconhecimento de que me encontro perdida me trás a chance de entrar em sintonia com a minha voz interior e ouvir o que meu corpo e coração pedem. É preciso uma sincera reflexão sobre as minhas prioridades emocionais para que eu possa me encontrar novamente, e para que isso seja viável, será preciso que eu acumule uma genuína força de vontade e expressar a toda a minha coragem.

Lidar de uma nova maneira com meu próprio livre-arbítrio. Ter uma segurança interna que me faz caminhar, sorrir e falar de modo íntegro e confiante é a certeza de que ninguém tem poder sobre mim a não ser eu mesma.

A vida é realmente um turbilhão de emoções em constante transformação e cabe a mim mesma administrá-la da forma mais bonita possível.

Desenvolver a imaginação é como um exercício de magia, tudo aquilo que criamos na mente e conseguimos colocar em prática é uma forma de alterar a realidade. Esse é um poder que todo ser humano tem e poucos exploram com a devida destreza. É o mesmo que sonhar e realizar seus mais ambiciosos projetos. Mas para isso é preciso manter o foco no processo criativo que é, justamente, o modo como você deseja e coloca em prática aquilo que almeja.

Enfrentando o medo, a preguiça, raiva, mágoas, ressentimentos e arrependimentos, são alguns pontos indispensáveis para nos reencontrarmos, desenvolver nosso poder de reflexão.

 

 

 

 

Um despertar original.

Um despertar original.

Muitas vezes inventamos desculpas para nós mesmos afim de fugir do que não queríamos ver, e quando nos damos conta disso, vem a percepção de nossos próprios equívocos.

É como se sofrêssemos revelações, uma encadeada na outra, que nos permitem compreender a vida e as circunstâncias a partir de uma ótica totalmente diferente da que vínhamos cultivando.

Este processo pode inclusive ser bastante doloroso, pois é neste momento que precisamos ter a consciência de si mesmo e que torna impossível “não ver” as verdades que se impõem, mesmo que não goste delas.

E é este o momento certo para se decidir em relação a questões importantes, e se determinar a seguir numa específica direção.

Você saberá então o que realmente deseja, e poderá se surpreender ao constatar que não tem a ver com as coisas que você pensava antes.

Posso dizer que ao compreendermos isso estamos prontos para um renascimento, um renascimento das percepções . E é a partir deste renascimento que novas atrações são estabelecidas.

Tente ver esse momento de revelações e mudanças de perspectiva para ser mais realista e reconstruir sua visão sobre a vida. Assim, novos caminhos e possibilidades se abrirão diante de você.

Reafirmo que este é o momento de tomar decisões e traçar seus caminhos. Você pode se surpreender ao perceber que estava em busca de coisas que não lhe satisfazem. Conheça a si mesmo e entre em contato com seus reais objetivos.

Não perca tempo e se mova em direção dos seus desejos.

Quanto mais original for, maiores são suas chances de sucesso.

Existem momentos em que simplesmente acordamos, olhamos pela janela e o mundo nos parece diferente. Todavia, não foi o mundo que mudou. Foi a nossa forma de olhar para ele.

As coisas podem até não ter mudado, mas a nossa forma de encará-las se modifica sobremaneira!

Com a mudança do olhar, a realidade também muda. É claro que não podemos mudar tudo apenas mudando a nossa perspectiva mental, mas quando a mente se modifica, oportunidades que não eram enxergadas passam a ser vistas com maior nitidez.

Você pode inclusive tomar um susto, ao se dar conta que muitas coisas estavam na ponta do seu nariz, mas você não aproveitava, ou não via, ou até mesmo via, mas tinha medo de ousar… e usar!

Velhos hábitos e temores podem nos prender. Muitas vezes, eles parecem impossíveis de ser abandonados. O momento é propício para deixá-los para trás. Se quiser realizar coisas difíceis, não tema.

Aproveite que seu olhar diante do mundo mudou e que sua capacidade de ver oportunidades onde antes não via está apurada. Tenha coragem e ousadia para mudar os aspectos da sua vida que não lhe agradam.

Se determinadas coisas andavam lhe colocando para baixo nos últimos tempos, você terá agora a oportunidade de se tornar mais resistente a elas, superando o que você julgava impossível de ser resolvido. O que antes parecia duro e sofrido, passa, agora, a ser visto como um processo natural do crescimento individual.

A importância suprema do autoconhecimento.

A importância suprema do autoconhecimento.

A importância de nos conhecermos é o sucesso para conquistarmos tudo aquilo que desejamos para nossas vidas.

Além disso, nos permite a capacidade de sabermos como agir em determinadas situações, nos ajuda a compreender melhor as coisas quando precisamos tomar decisões importantes. São infinitas as ferramentas que podemos usar a nosso favor quando procuramos nos conhecer profundamente.

Quero enfatizar uma delas, que para mim é tão importante quanto as demais.

A capacidade de “voltar ao zero” e começar tudo de novo, de uma maneira positiva, sem rodeios, com muita coragem e intrepidez, aceitar que muitas coisas não nos servem mais e que precisam “morrer”, deixando espaço para que o novo nasça.

Muitas vezes somos resistentes e apegados a muitas coisas e quando aceitamos aquilo que não nos servem mais conseguimos ter bastante consciência de onde exatamente ocorrem estes apegos, para que possamos nos libertar definitivamente das coisas, sentimentos e pessoas que não fazem mais sentido em nossa existência.

A maturidade e o tempo nos permitirá ter a consciência e uma percepção do sentido das finalizações. Esta consciência nos permitirá compreender que o problema não são os finais, mas a não-percepção da beleza que também está associada aos momentos de término.

Pode ser que você ainda não compreendeu que há beleza até mesmo nas mortes, somos capazes de conseguir enxergar o significado especial dos finais, e é esta compreensão que nos garantirá conseguir transformar o material decomposto daquilo que acabou no adubo precioso para o nascimento de uma nova etapa.

Ao compreendermos isso adquirimos uma capacidade de estar sempre nos transformando, sempre nos adaptando para assim fazer valer nossos interesses. É uma capacidade de autotransformação prática, que nos permite estar sempre nos superando.

A busca pelo autoconhecimento é indispensável e depende da vontade de cada um de nós, a compreensão – por meio de estudos, cursos, livros, viagens ou terapias – poderá ser uma companheira essencial nesta jornada de autoconhecimento.

Considere desfrutar das revelações e profundas percepções que alcançará sobre si. Isso lhe ajudará a adquirir um novo propósito e significado para cada atividade ou situação em que se envolver. Essa maior autoconfiança lhe permitirá alcançar níveis mais satisfatórios de qualidade de vida e de sabedoria.

Posso dizer que essa jornada em direção ao autoconhecimento é como uma borboleta que sai de seu casulo e alça vôo para a vida, pois a transformação se operou produtivamente!

Do mesmo modo que uma lagarta morre para dar lugar a uma borboleta, nós seres humanos também passamos por mutações e transformações que nos possibilitam abandonar velhas formas, a fim de que um novo “eu” possa eclodir, quando uma lagarta forma o casulo para se transformar em uma borboleta, todas as suas velhas células morrem, restando apenas um ponto que será a partida para o desenvolvimento do novo ser que emergirá.

Busque se conhecer e verá que nada daquilo que pensa que é impossível, na verdade é possível.